Estudos

Como pagar uma faculdade particular?

As faculdades públicas na maiorias dos cursos não oferecem vagas suficientes para a demanda de vestibulandos, então, muitos partem para segunda opção, uma universidade privada.

Eu particularmente não fazia ideia de como funcionava os cálculos das mensalidades, como era o funcionamento de uma faculdade em si, só sabia aquilo que professor, pais ou colegas que já haviam cursado uma universidade me falavam, só que mesmo assim, foi difícil entender as partes burocráticas, porque essas ninguém comenta ou até mesmo entende de verdade, para poder lhe explicar.

Resolvi fazer este post para lhe dar uma luz, e ajudar você a encontrar o melhor caminho para realizar o sonho tão desejado de ter um diploma de nível superior.

Fiz um passo a passo, para você se preparar para está batalha que vai ser conquistar seu diploma.

1 – Tenha certeza do curso que você deseja fazer

Quando começar algo vá até o fim. Desistir só vai te deixar mais cansado e decepcionado com você mesmo, por mais que as coisas estejam ruins, tenha a certeza que no final você será recompensado.

Então, se estiver em dúvida, pesquise, converse com pessoas que fizeram o curso que você deseja, veja onde você terá trabalho com o diploma que você conquistará, cada informação que você tiver te dará mais certeza se vocÊ realmente quer este curso.

Se você ainda não tem 100% de certeza, procure cursar uma disciplina avulsa na faculdade, muitas oferecem essa opção, logo que as aulas começam, são disponibilizadas as vagas que sobraram para que possam se fazer disciplinas eletivas. O que muita gente não sabe é que você pode cursar matérias avulsas mesmo não estando matriculado em um curso da faculdade, ou mesmo, que a matéria seja de um curso diferente daquele no qual você está matriculado.

Se você ainda não tem 100% de certeza, procure cursar uma disciplina avulsa na faculdade, muitas oferecem essa opção, logo que as aulas começam, são disponibilizadas as vagas que sobraram para que possam se fazer disciplinas eletivas. O que muita gente não sabe é que você pode cursar matérias avulsas mesmo não estando matriculado em um curso da faculdade, ou mesmo, que a matéria seja de um curso diferente daquele no qual você está matriculado.

Ou se você conhece alguém que cursa a faculdade, vá assistir uma aula com essa pessoa. Pode dar um pouquinho de vergonha, mas não existe lei alguma que proíba pessoas não matriculadas a assistir a aula, você só não irá ganhar notas por uma aula assistida dessa maneira, mas já te ajudará a ter uma boa ideia se você vai aguentar 4 ou 6 anos daquele curso.

2 – Calcule os gastos total com a faculdade

O primeiro de tudo que você precisa entender é que em qualquer faculdade, seja pública ou privada, você terá de cursar todas as matérias do curriculo no primeiro semestre. Os semestres seguintes você pode sossegar e ir no seu ritmo, se quiser fazer mais matérias poderá fazer, se quiser fazer menos, a escolha será sua.

Então, se você sobreviver aos custos e a rotina do primeiro semestre, você sobreviverá até o fim

Para você calcular os custos em uma universidade privada, você terá de pesquisar no site da instituição o valor do crédito de cada curso. Pois, as mensalidades variam de acordo com o valor do crédito.

Vou usar como exemplo a universidade da cidade onde moro. Aqui o crédito para cursar medicina é de R$167,11, sendo que este crédito corresponde a 15 horas aula.

No primeiro semestre, tem de se cursar 540 horas, então o valor fica R$6015,96.

Já no nono semestre são 960 horas, então o valor da mensalidade fica R$10.695,04, que é quase o dobro do primeiro semestre.

Percebam que os créditos são cobrados pela quantidade de horas do semestre inteiro, porém o valor não é dividido no semestre, é uma mensalidade, todo mês você pagará pelo semestre inteiro. Não entendo esse calculo, mas infelizmente é assim que funciona.

Aqui é importantíssimo calcular, se o que você vai ganhar tendo o diploma, vai compensar todo o gasto que você terá com o curso.

3 – Planeje como você irá pagar

Aqui você tem algumas opções, se você calculou todos os custos e ele cabe no seu orçamento e da sua família. Beleza, você é muito abençoado nessa vida! Mas se você não tem esse luxo, não desespera, você tem algumas opções que poderá considerar.

Bolsa

Você já deve ter escutado que o governo oferece bolsas para os alunos, porém o que poucos sabem é que cada universidade tem bolsas especificas, algumas providas pelo governo estadual ou municipal, tem universidade que oferece até por mérito (mas essas são bem raras, só acontecem em universidades legais e interessadas mais na educação do que no dinheiro), e muitas delas oferecem descontos.

Eu por exemplo, paguei minha faculdade inteira, e somente no final descobri que tinha direito a 20% de desconto por ter vindo de escola pública. Então pesquise, porque as universidades querem seu dinheiro, seja esperto e encontre cada oportunidade que tiver disponível.

Muitas pessoas também acreditam não ter direito a bolsas de estudos devido a renda per capita, porém não realizam o calculo correto, o valor da renda a considerar é o total que todas as pessoas que moram com você recebem, divido pelo número de pessoas da casa. Este resultado da divisão, é o valor que você deve considerar como renda familiar.

Financiamento

Eu particularmente, odeio ficar em dívida, mas em alguns cursos como citei acima o de medicina, os valores das mensalidade são absurdamente fora da realidade brasileira, onde 50% dos trabalhadores recebem apenas um salário mínimo. E poucos são aqueles que recebem o suficiente para bancar tal mensalidade e ainda dar conta de despesas como comida, água e luz.

Então o financiamento é uma opção, você começa a pagar depois de terminar a faculdade, e os juros são bem menores que de outros financiamentos. Por isso é tão importante calcular em quanto tempo trabalhando você irá conquistar o valor que gastou com a faculdade.

Trabalhar

Aqui a opção mais suada e que muitos dos que frequentaram a faculdade comigo, assim como eu mesma optamos. Fazer a faculdade com calma, cursando menos matérias, e consiliando os estudos com o trabalho.

Se você vai seguir nesse caminho, não tenha pressa em começar a faculdade, trabalhe, junte um dinheiro, e faço o primeiro semestre com folga no orçamento.

E AGORA MÃO NA MASSA!

Espero que tenha ajudado você a se organizar para alcançar esse objetivo. Se tiver alguma dúvida, ou quiserem mais dicas sobre faculdade, deixa nos comentários que farei um post contando tudo que sei e o qual tive experiência na faculdade.

E ai, já sabe melhor como começar a faculdade? Conta nos comentários!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *